sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Pontos de fronteira abertos ao trafego internacional de passageiros


As fronteiras não são somente aquelas linhas no mapa, lamentavelmente. Existem também no mundo físico e funcionam justamente impedindo a circulação livre das pessoas entre países. Apenas alguns pontos dessas linhas servem para que, a título de exceção, ocorra alguma circulação não livre, controlada por meio de todas aquelas formalidades e exigências de documentos. E esses são chamados “pontos de fronteira abertas ao trafego internacional de passageiros”

Uma parte de tais pontos está nos aeroportos internacionais, não há nenhuma dificuldade de localização desses quando viaja por via aérea em voo regular. Mas em viagens terrestres não é bem assim. Só comprando uma passagem internacional de ônibus estará isento de obrigação de determinar por onde atravessará a fronteira.



Já ao viajar de jeito mais improvisado, precisa saber por onde pode passar estas fronteiras. Tais pontos terrestres de fronteira não são muito numerosos e a densidade diminui de sul para norte. A lista completa das unidades de alfândega nesses pontos consta no site da Receita Federal.

As principais opções para viajantes são apresentadas nas fichas por país:
Brasil – Uruguai (6)
Brasil – Argentina (10)
Brasil – Paraguai (5)
Brasil – Bolívia (4)
Brasil – Peru (1)
Brasil – Colômbia (1)
Brasil – Venezuela (1)
Brasil – Guiana (2)
Brasil – Guiana Francesa (1)


Foto do autor
Atualizado 27.10.2015





Nenhum comentário:

Postar um comentário