terça-feira, 4 de junho de 2013

Memórias e promessas de Encarnación


Encarnación, Paraguai

Parei na terceira maior cidade paraguaia em setembro de 2010, no caminho para missões jesuíticas. E aproveitei não apenas como um importante ponto de apoio, mas para bons passeios na própria cidade, que deixou memórias positivos e vontade a retornar daqui alguns anos. Começando uma breve apresentação com a Cidade Alta.


No coração desta parte está a tradicional e aconchegante Plaza de Armas.




A Feira de Livro no centro da Praça atraia muitos estudantes de todas as idades naquela tarde agradável.



Surpreendente encontro com famoso poeta ucraniano Taras Shevchenko.


Nos fundos desta parte da praça fica Igreja Ortodoxa Ucraniana, um dos destaques da arquitetura nesta cidade.



E a própria Catedral de Encarnación também se encontra nas proximidades da Plaza de Armas. Nestas quadras podem ser visitadas também outras igrejas, universidades e centros culturais de vários gêneros.


Preferi este museu de guerra em Chaco. Embora a cidade fica bem distante dos locais e combates, os voluntários de Encarnación tiveram participação importante. Inclusive aquele filho do cervejeiro alemão que se tornou muito bem conhecido nas décadas posteriores, o Alfredo Strössner.


Outro sinal dos imigrantes da Europa Central e Leste: nome ucraniano da marca que domino mercado local de frios; e até patrocina placas de ruas na cidade. Nos fundos já aparece o Rio Paraná, sempre uma atração.


E nos fundos desta rua já aparece a nova ponte gigante sobre este grande rio. Ocorre que a cidade de Encarnación estava passando pela mudança radical, desencadeada pela construção da hidrelétrica Yaciretá rio abaixo. A sua represa estava crescendo e a parte baixa da cidade, que abrigava comércio fronteiriço, já era condenada.


Nova zona comercial foi construída rio acima, nas proximidades da recém inaugurada ponte, a esquerda da rodovia de acesso. E os estabelecimentos foram obrigados a mudar para novos endereços, meio a força.


A Ciudad Baixa foi demolida quase toda, e houve até vestígios de protestos.


Uma área enorme nas proximidades do rio estava interditada para construção de novas avenidas e parques.



E alguma parte da nova área de lazer já começava a abrir portas.




As obra da nova Costañera estavam todo vapor, no horizonte aparece outra cidade, maior e mais próspera - a argentina Posadas, capital da Província Misiónes.


Os ônibus urbanos bi-nacionais que atendem a esta conurbação param não só no terminal, tb. circulam pelas ruas do centro de Encarnación.

Na próxima vez espero curtir a nova orla de Encarnación e seguir viagem pela ponte, para conhecer o interior argentino.


E até lá guardarei na memória essas imagens de transformação e de boa vizinhança.


E do habito paraguaio de transportar o Sol em caminhões. :)

Fotos do autor
Atualizado 31.07.2013


...cartão de visitaEncarnación, Paraguai
...lista PARAGUAI
...página AMÉRICAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário