domingo, 31 de agosto de 2014

Veneza, ITÁLIA

A Veneza é incomparável. Não só porque ocupa um arquipélago dentro de calma lagoa e usa rios e canais coma ruas, nesta parte há alguns análogos, embora poucos e incompletos. Talvez em consequência disso, a Veneza representa um estado-civilização que prosperou de forma contínua e ascendente, por mais de um milênio - a Sereníssima República de Veneza. Na história de humanidade conhecemos pouquíssimos casos como este, e outras civilizações milenares existiram nos tempos bem mais antigos, deixando herança material muito limitada e fragmentada. Já a Veneza, cuja república independente perdurou até o ano 1797, nunca sofreu alguma destruição, evoluiu nos últimos séculos de forma sustentável, e entrou na época de modernidade praticamente na íntegra, como era já há muito tempo. Atualmente é uma importante cidade no norte da Itália com população de quase 300 mil habitantes, capital da região Veneto. A Veneza e a sua lagoa foram declaradas pela UNESCO como monumento de Patrimônio de Humanidade em 1989 (6-o elemento italiano desta lista)



A Veneza conta com eficiente aeroporto internacional um dos mais movimentados na Itália, localizado na sua parte continental. Já o terminal ferroviário Santa Luzia fica quase no centro, em uma das ilhas e na margem da sua principal via interna, Canal Grande. Assim, a Veneza está perfeitamente integrada ao país e recebe também trens internacionais. Mas a circulação mais intensa se concentra no eixo até Milão (280 km). Ao lado de Santa Luzia há terminal de ônibus interurbano e suburbano, a partir deste ponto a circulação pela cidade ou a pé ou por vias fluviais. As lanchas táxis são bem caras e as tarifas de coletivo "vaporetto" também são pouco amigáveis. Mas vale a pena curtir este ambiente singular por alguns dias. E talvez até arriscar um passeio romântico de gôndola pelos labirintos dos seus rios e canais. Mas a melhor opção é mesmo sair caminhando e explorar suas ruas e travessas, tanto nos eixos identificados como vias turísticas, quanto, ou preferencialmente, fora desses, a Veneza é infinita.

Principais atrações:
Praça de São Marco: Basílica e Campanário de São Marcos, Palácio dos Doges e outros palácios da praça;
Vista panorâmica de Campanário de São Marcos;
Basílicas de São Pedro de Castello, de Santa Maria Gloriosa dei Frari, de Santa Maria da Saúde, de São Jorge Maior, de São João e São Paulo;
Igrejas do Redentor, de São Zacarias, de Santa Maria dos Milagres, da Madonna dell'Orto, de Santo Estêvão, de São Sebastião, de São Nicolau dei Mendicoli, de São Roque, de São Pantaleão e muitas outras igrejas antigas em todas as partes da cidade;
Canal Grande e suas 4 pontes: da Academia, de Rialto, dos Descalços, da Constituição;
Ponte dos Suspiros e outras pontes antigas sobre rios e canais menores;
Palácios (e museus) Ca' Rezzonico, Ca' d'Oro, Barbaro, Contarini del Bovolo, Grassi e outros;
Bucólicas ilhas Murano e Burano (podem ser visitadas de vaporetto regular);
E muito, muito mais, a Veneza é infinita mesmo...

Relatos:
(em construção)




Fotos:
Álbum Picasa 2012 - Veneza (mais de 150 imagens)



Links externos recomendados:
Descrição na Lista UNESCO - Veneza
Wikipedia: Veneza (port.)
Wikipedia: Venezia (it.)
Portal turístico oficial de Veneza
Aeroporto de Veneza
Transporte público de Veneza (vaporetto)
Veneza - Lonely Planet
Veneza - Trip Advisor
Mochileiros.com: Veneza - Perguntas e Respostas
Veneza - Coordenadas Wikimapia

Atualizado 31.08.2014


...lista ITÁLIA
...página EURÁSIA


Nenhum comentário:

Postar um comentário