quarta-feira, 27 de julho de 2016

Moscou para iniciantes: mini-guia das 11 maravilhas

Moscou, RÚSSIA

Comecei selecionando 10 lugares mais recomendáveis para primeira visita a Moscou, mas logo lembrei que o seu sistema de metrô também é uma grande atração turística. E a mais prática de todas, já que facilita acesso às demais, portanto constará em primeiro lugar nesta listinha. A numeração dos outros objetos será quase aleatória, mas penso que ajudará a localizá-los nos mapas. Mas na parte de apresentações ilustradas começarei com 3 sítios de Patrimônio de Humanidade UNESCO:  Kolomenskoye (8), Novodevichiy (9), Kremlin e Praça Vermelha (3 e 4).

Eis a minha seleção, com indicação das estações de metrô mais próximas:

1. Metrô de Moscou - como meio de transporte e pela arquitetura de várias estações

2. Teatro Bolshoi e seus arredores (Teatral´naya)

3. Praça Vermelha ao lado Leste do Kremlin, com Catedral São Basílio, Museu Histórico e Galerias GUM (Okhotnyi Ryad)

4. Parques ao lado Oeste do Kremlin e acesso ao seu interior, parte interna do Kremlin, com seus museus e suas igrejas (Aleksandrovskiy Sad)

5. Catedral do Cristo Salvador e Museu de Artes Pushkin (Kropotkinskaya)

6. Calçadão Arbat (Smolenskaya, Arbatskaya)

7. Praça Pushkin e Rua Tverskaya até o Kremlin (Pushkinskaya, Tverskaya, Chekhovskaya) 

8. Igrejas de Ascensão e outras no Parque Kolomenskoye (Kolomenskaya)

9. Convento e Cemitério Novodevichiy (Sportivnaya)

10. Mirante Vorobyovy Gory e Cidade Universitária MGU (Vorobyovy Gory, Universitet)

11. Parque da Vitória, com Arco Triunfal e Panorama Borodinô (Park Pobedy)


Começando as breves apresentações com próprio item 1 e com localização geral dos outros na sua malha.


1. Metrô de Moscou 

Bilhete unitário custa 50 Rublos (aprox. R$ 2,5) e vale para uma viagem de qq. duração com número ilimitado de transferências (atenção: validade só 4 dias depois de compra). Na compra (muito recomendada) de bilhete para 20 ou mais viagens ganha desconto de 35%, ou seja para menos de R$ 1,7 por viagem, a validade aumenta para 90 dias. 

O esquema de linhas metrô subterrâneo (sem trens suburbanos que possuem alcance muito maior) inclui uma linha circular que opera nos dois sentidos (no.5 - marrom), com 12 estações de transferência para linhas radiais / diametrais. 9 destas 12 pares de estações têm nomes únicos, com indicadores "anelar" (кольцевая) e "radial" (радиальная). Há também vários outros nós de transferência entre linhas radiais, basicamente dentro do círculo central, envolvendo 2, 3 e até 4 linhas, cujas estações têm nomes diferentes. O código de cores das linhas é essencial e onipresente.



As atrações 2, 3, 4 são localizadas bem no ponto central deste esquema, próximo ao cruzamento das linhas verde, azul e vermelha. Três seguintes também estão dentro do círculo central, todas na sua metade esquerda: 5 na linha vermelha, 6 próximo às duas linhas azuis e 7 no cruzamento das linhas verde, lila e cinza.  As demais estão a alguns minutos de corrida subterrânea para fora do círculo central e são indicadas pelas estrelas no mapa acima: 8 na linha verde, setor Sul; 9, 10 na linha vermelha, setor Sudoeste; 11 na linha azul escura, setor Oeste.   

Para visualizar melhor a localização das atrações 2 a 7 na parte central, usaremos o mapa detalhado deste setor, delimitado pela ampla via anelar Sadovoe Kol´tso (a linha circular 5 de metrô passa exatamente por baixo deste anel na sua metade Sul e um pouco para fora do mesmo na metade Norte):



Não é verdade que todas placas indicadoras de metrô e nas ruas são escritas em cirílico, muito pelo contrário. A cidade de Moscou é bem servida de mapas bilíngue e multi-lingue (além do inglês, o chinês também é prestigiado): 



E logo ao subir de uma estação para superfície turista encontra informações visuais sobre atrações em arredores - explícitas e abundantes.


...Mais algumas fotos dos lugares que recomendei para primeiros passeios em Moscou, com destaque para objetos da lista UNESCO. 


8. Igrejas de Ascensão (1532, Patrimônio de Humanidade UNESCO No.643) e outras no Parque Kolomenskoye (metrô Kolomenskaya - linha verde)




Visitação diária das 9 às 19 h, no verão às 22 h.
Álbum completo (2011): Kolomenskoe, Moscou


9. Convento Novodevichiy (séc. XVI-XVII, Patrimônio de Humanidade UNESCO No.1097)  e Cemitério Novodevichiy (metrô Sportivnaya - linha vermelha)




Visitação: Convento das 10 às 18 h (fechado só na última segunda-feira de cada mês),  Cemitério das 9 às 17 h todos os dias. Acesso de metrô é fácil: menos de 700 m em linha reta, com indicadores de caminho:




Álbuns completos (2013): Convento Novodevichy, Moscou - Сemitério Novodevichy, Moscou


3-4. Kremlin e Praça Vermelha (séc. XIII-XVII, Patrimônio de Humanidade UNESCO No.545)

A Praça Vermelha é de fácil acesso, exceto em dias de grandes festas e apresentações com entrada por ingresso, bastante raras. Em geral, aberta 24 h por dia e gratuita. Tem dimensões de aproximadamente 350 por 90 metros e estica-se ao longo do muro Nordeste do Kremlin. Estação de metrô mais próxima - Okhotnyi Ryad, há várias outras por perto.

No seu lado norte (e na ponta Norte do próprio Kremlin cujo território e quase triangular) está o imponente prédio  vermelho do Museu Histórico Nacional (construído em 18875-1881 especialmente para esta função). Este museu em si merece uma visita sem pressa. Aberto diariamente das 10 às 18 (sexta e sábado às 21).




No seu lado oposto é o famosíssimo Catedral São Basílio (1555-1561), cercado de monumentos e marcos históricos. Visitação: Convento das 11 às 17 h (fechado só na primeira quarta-feira de cada mês).

Em frente ao Kremlin a Praça Vermelha é delimitada pelas gigantescas Galerias GUM - o mais antigo e o mais famoso dos Shopping Centers da Rússia.



E logo atrás do Museu Histórico começa o charmoso contorno Noroeste do Kremlin - Jardim Aleksandrovskiy, com seus rituais de troca de guarda da Chama Eterna. O acesso ao interior do Kremlin também é por ali, pela torre Kutafiya (estação de metrô mais próxima - Aleksandrovskiy Sad). Dentro do Kremlin há várias igrejas antigas e alguns museus exclusivos, portanto existem vários tipos de ingressos, confira no WebSite oficial em inglês. Visitação das 10 às 18 h de sexta à quarta, venda de ingressos das 9 às 16:30.

Álbum completo (2013, sem interior de Kremlin): Praça Vermelha e muralhas de Kremlin, Moscou


5. Catedral do Cristo Salvador e Museu de Artes Pushkin (estação de metrô Kropotkinskaya da linha vermelha).Localizados já na próxima estação de metrô a partir de acesso ao Kremlin, ou seja, a 1 km de distância - 12 min. de caminhada. Mas pouco provável que cabem no mesmo dia de visitação, portanto referência de metrô é básica.



O harmonioso templo em estilo "russo-bizantino" tem altura de 103 metros e cabe até 10 mil pessoas. Foi construído em homenagem às vítimas das guerras contra Napoleão, em 1839-1883. Destruído na época de ditadura comunista em 1931 e materializou-se de novo em 1994-1997. A ponte pedestre sobre o Rio Moskva junto ao Catedral oferece ótimas vistas do Centro de Moscou.



Quase em frente ao Catedral na Rua Volkhonka está o Museu Nacional de Artes Pushkin, com coleção muito variada de quadros e esculturas clássicas e neoclássicas. O seu WebSite atende em 8 idiomas, aberto de terça a domingo das 11 às 20.

Álbum completo (2013): Catedral, Metro Kropotkinskaya, Moscou


6. Calçadão Arbat  - uma charmosa rua pedestre se estica por um pouco mais de 1 km entre o Anel dos Boulevards (Bul´varnoe Kol´tso), que contorna o miolo da Zona Central, e o Anel dos Jardins (Sadovoe Kol´tso), que delimita o Centro Histórico de Moscou. O seu início pode ser alcançado a pé a pertir de Kremlin em 10-15 min., e as estações de metrô mais próximas são Smolenskaya e Arbatskaya (linhas azul clara e azul escura).



Há de tudo: livrarias e outras lojas, teatros e museus, bons restaurantes e comidinhas simples, muitos souvenirs, casas de câmbio, músicos de rua etc.



A atmosfera dos velhos e dos novos tempos é contagiante, aprecie com moderação.



Álbum completo (2013): Calçadão Arbat, Moscou


7. Praça Pushkin e Rua Tverskaya até o Kremlin (Pushkinskaya, Tverskaya, Chekhovskaya) 



É o lugar mais romântico de Moscou, ponto de encontro preferido. Há vários teatros famosos e outras atrações culturais nas proximidades.


Depois de curtir este pedaço há duas boas opções para continuar caminhada: pela rua Tverskaya no sentido de Kremlin, ou pelo Anel dos Boulevards (Bul´varnoe Kol´tso) no sentido de Calçadão Arbat.

Álbum completo (2013): Rua Tverskaya, Moscou


10. Mirante Vorobyovy Gory e Cidade Universitária MGU (Vorobyovy Gory, Universitet - linha vermelha)



O mirante com vistas para estadio Olímpico, convento Novodevichiy e todo setor Sudeste, o Centro aparece só no horizonte.



As torres do setor Moscow City (atualmente conta com 6 das 10 prédios mais altos da Europa) aparecem à esquerda, e a ponte com estação de metrô Vorobyovy Gory à direita.



Virando para outro lado podemos curtir a maior das "7 torres de Stalin", o prédio central da Universidade de Moscou cujo tronco abriga a Administração universitária, vários serviços e 3 das muitas Faculdades da tradicional MGU Lomonossov. Já as asas servem como setores de alojamentos para alunos de Pós-Graduação, tive experiência de residir neste complexo por 2 anos. A Cidade Universitária como um todo é um interminável parque, bom para passeios. Mas há também circulação de ônibus de várias linhas com destino à estação de metrô Universitet e a vários bairros de Moscow.
Álbum completo (2013): Vorobyovy Gory, Moscou


11. Parque da Vitória, com Arco Triunfal e Panorama Borodinô (Park Pobedy - linha azul escura)



É um impactante parque memorial dedicado às vítimas da Segunda Guerra Mundial. No seu ponto mais alto estão a Chame Eterna, o monumento principal e o Museu da Grande Guerra Patriótica (de terça a domingo, das 10 às 19:30).



Há também vários outros monumentos temáticos e alegóricos.



E uma impressionante exposição de tanques, aviões e outras máquinas de guerra - tudo em originais dos anos 1940 (de terça a domingo, das 11 às 19:00). O WebSite do parque atende em 4 idiomas.



Na saída do parque podemos curtir a sua parte aquática e vistas para Avenida Kutuzov, com Moscow City no segundo plano.



Uma boa opção para continuidade deste passeio é seguir pelo Arco Triunfal para "Panorama Borodinô" - tudo isso já se refere à guerra de 1812 contra Napoleão. Visitação das 10 às 17:15 de sábado à quinta (na sexta fechado, bem como na última quinta de cada mês), confira no Website.

Álbum completo (2013): Parque da Vitória, Moscou


2. Teatro Bolshoi simplesmente inconfundível e dispensa apresentação com seu cartão postal, muitos dos quais pode ser conferidos no Google Fotos. O nome da estação de metrô mais próxima (Teatral´naya) não só fácil de entender, serve também como referência exata, embora há várias outras estações por perto. A distância do Kremlin, da Praça Vermelha e da Rua Tverskaya é pequena e favorece passeios a pé. Vale a pena não apenas curtir o Teatro por fora, mas também conhecer de dentro, aproveitando um espetáculo ao seu gosto. O Website em inglês: http://www.bolshoi.ru/en/


...Ah, sim, faltaram também as fotos das estações de metrô. Neste caso também é melhor aproveitar acervos de Google Fotos, onde há imagens exclusivas, produzidas no horário sem trafego. 



Durante o dia esses lugares vivem muito movimentados, e parar para tirar foto no meio de fluxo intenso de passageiros não é boa ideia. Mas circular de metrô à vontade em Moscou, sim, é unir útil e agradável. Assim dá para conhecer muitas estações bonitas, além daquelas 5 apresentadas em roteiro guiado (e pago) de uma hora e meia (Ploschad´ Revolyutsii - Novoslobodskaya - Komsomolskaya - Kurskaya - Mayakovskaya).

P.S. Muitas das placas informativas escritas em alfabeto cirílico também são compreensíveis, basta fazer um pequeno treinamento usando o meu tutorial Entendendo placas, letreiros, documentos em Russo (publicado no Mochileiros.com, em breve teremos uma nova verão aqui também).


Atualizado 28.07.2016

...cartão de visita Moscou, RÚSSIA
...lista RÚSSIA


Nenhum comentário:

Postar um comentário